Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Tocando agora: Carregando...

No comando: TOP 10 Sertanejo

Das as

sertao_paraibano_14
No comando: Amanhecer no Sertão

Das 05:00 as 08:00

home
No comando: Estação 96

Das 08:00 as 10:00

balada2407_w
No comando: Nossa Festa

Das 08:00 as 10:00

a08786b0d3c3992b0215e7fd3ee0fd38
No comando: Experiência de Deus

Das 10:00 as 11:00

raridade
No comando: Raridades

Das 11:00 as 12:00

JORNAL 96
No comando: Jornal96

Das 12:00 as 13:00

MPB-BANDEIRA-BRASIL
No comando: Só Brasil

Das 13:00 as 14:00

No comando: Domingaço

Das 13:00 as 16:00

brega-c3a9-cult1
No comando: Sábado Brega

Das 13:00 as 16:00

CANAL
No comando: Canal 96

Das 14:00 as 16:00

No comando: Sabadaço

Das 16:00 as 18:00

No comando: Camarote

Das 16:00 as 18:00

orar-com-Jesus
No comando: Experiência de Deus

Das 18:00 as 19:00

voz_do_brasil_0
No comando: A Voz do Brasil

Das 19:00 as 20:00

WhatsApp Image 2020-02-19 at 09.14.41
No comando: Dominação

Das 20:00 as 23:00

Neymar pede punição e fala em pacificar protestos contra racismo

Compartilhe:
ney

Em texto publicado nas redes sociais nesta segunda-feira (14), Neymar diz que aceitará a punição que poderá receber por ter reagido com um tapa às ofensas do zagueiro espanhol Álvaro Gonzalez, mas que espera que o rival também seja punido.

O atacante do Paris Saint-Germain foi expulso neste domingo (13), em partida contra o Olympique de Marselha pelo Campeonato Francês, por dar um tapa na cabeça de Gonzalez. Ele afirma que antes disso o espanhol o chamou de “mono hijo de p***” (macaco f**** da p***). O zagueiro nega a ofensa racista.

“Preconceito e intolerância são inaceitáveis. Eu sou negro. Filho de negro. Neto e bisneto de negro. Tenho orgulho e não me vejo diferente de ninguém. Ontem eu queria que os responsáveis pelo jogo (árbitro, auxiliares) se posicionassem de modo imparcial e entendessem que não cabe tal atitude preconceituosa”, escreveu Neymar.

“Deveria ter ignorado? Não sei ainda… Hoje com a cabeça fria respondo que sim, mas oportunamente eu e meus companheiros pedimos ajuda aos árbitros e fomos ignorados. Esse é o ponto!”, completou.

Deixe seu comentário:

Curta no Facebook